1º Fórum ESG + DUDA acontece em São Paulo

O evento reunirá profissionais de diversas áreas, poder público e formadores de opinião setorial; e também terá a presença da diretora da FATEC Taquaritinga para deliberar sobre os novos caminhos adotados por empresários e entidades educacionais para promover a verdadeira inclusão atualizando os conceitos da Diversidade.

Lidar com o que não faz parte de nossa rotina é um grande desafio. Somos todos distintos com tamanhos, formas, etnias, gostos, crenças, origens e algumas dessas “diferenças” podemos adquirir com alguma ação ao longo da vida. Um acidente, uma fatalidade, até nosso próprio envelhecimento pode nos levar a uma condição especifica, que trará necessidades diferenciadas fazendo que com a pessoa passe para outra realidade.

Olhar o outro e enxergar que todos precisam estar inseridos no ambiente fazendo parte de um todo é um dos objetivos do 1º Fórum ESG + DUDA (Design Universal + Diversidade Assistiva) que acontecerá no dia 26 de julho no Mini Auditório da Secretaria do Direito da Pessoa com Deficiência – Portão 10, Av. Mário de Andrade, 564 – Barra Funda, São Paulo – SP, 01156-001, das 09h às 12h, entrada franca, mas os organizadores sugerem a doação de 1Kg de alimento não perecível.

O evento trará um debate temático sobre acessibilidade, inclusão, tecnologia assistiva, design universal e ESG (crescimento sustentável) para pessoas com deficiência e diversidade assistiva com o objetivo de aprovar um conjunto de conceitos que possam ser compartilhados com empresários e profissionais dos mais diversos segmentos para a implementação de novas tecnologias e processos.

Estarão reunidos autoridades e especialistas no assunto, entre eles, Luciana Ferrarezi, diretora da Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga – FATEC/TQ; Katya Hemelrijk, CEO da Consultoria Talento Incluir; Ronilson Silva, um dos colaboradores diretos da atual senadora Mara Gabrilli no processo de criação da lei 13.146, também conhecida com a lei brasileira de inclusão das pessoas com deficiência e que foi promulgada em 06.07.2015; Soraia Monteiro, diretora comercial da Acessible Kit programa sobre acessibilidade digital; Rodolfo Sonnewend, presidente do Instituto Humanus; Gersino Prado, Juiz de Direito; Rodrigo Rosso, diretor do Sistema Reação de Comunicação, criador da Reatech e organizador da Feira Mobility & Show e Maycon Fogliene, arquiteto responsável pela temática “Casa do Ser”, na Casa Cor 2023.

1º Fórum ESG + DUDA (DU + DA)

O projeto nasceu da necessidade do Instituto Humanus para pessoas com deficiência em trabalhar a inclusão e unificar os conceitos teóricos e práticos em entidades de ensino, indústrias, eventos, dentro das ODS, nos objetivos do Desenvolvimento Sustentável dentro das metas do ESG  que visa reduzir os impactos negativos a natureza; evitar o desperdício e o esgotamento de recursos, avaliação das relações de todos os indivíduos; implementações de ações sobre diversidade, direitos humanos, do trabalhador e do consumidor; e colocar em prática projetos sociais, culturais e de valores.

Para o organizador do evento, Rodolfo Sonnewend, presidente do Instituto Humanus, quem atende as necessidades das pessoas com deficiência automaticamente atende a Diversidade Assistiva e nem sempre os projetos de acessibilidade geram graus de inclusão. “A tecnologia assistiva precisa sofrer adaptações para poder atender as necessidades de cada região, culturas, ambientes, entre outros levantamentos de necessidades que atendam ao “todo”, complementa.

O evento é destinado a profissionais que desejam se especializar na área, como engenheiros, tecnólogos, professores que desejam inserir conceitos durante as dinâmicas de sala de aula, advogados, arquitetos, publicitários, formadores de opinião, e para interessados em conhecer o assunto. Serão o discutidos conceitos de Diversidade Assistiva no ESG, Marketing Assistivo, Tecnologia Assistiva, Direito Assistivo, Educação Assistiva e Arquitetura Assistiva.

Design Universal + Tecnologia Assistiva e a Diversidade Assistiva

O Design Universal (DU), também chamado de Design Total e Design Inclusivo, sustenta a ideia de projetar produtos, serviços, ambientes e interfaces que possam ser utilizadas por todos, independente da sua idade, habilidade, conhecimento, limitações físicas, entre outras.

A Tecnologia Assistiva (TA) é um termo utilizado para identificar recursos e serviços voltados às pessoas com deficiência visando proporcionar autonomia, independência, qualidade de vida e inclusão social. A tecnologia assistiva ou ajuda técnica engloba produtos, equipamentos, dispositivos, recursos, metodologias, estratégias, práticas e serviços que objetivem promover a funcionalidade, relacionada à atividade e à participação da pessoa com deficiência ou com mobilidade e aspectos sensoriais reduzidos.

A Diversidade Assistiva (DA) são pessoas com as mais variadas deficiências, com reduções intelectuais, sensoriais, de mobilidade, alta e baixa estaturas, idosos, gestantes, acidentados e obesos. E, se atendermos as necessidades e desejos, destes indivíduos, de forma prioritária e dentro do conceito do Design Universal ou Design para todos, todas as demais pessoas são beneficiadas naturalmente; tornando o mundo mais inclusivo.

Já o ESG, é uma sigla em inglês que significa “Environmental, Social and Governance” (ambiental, social e governança) representa um conjunto de diretrizes e recomendações para concretizar boas práticas ambientais, sociais e de governança em organizações comprometidas com o seu crescimento dentro de políticas de sustentabilidade.

ESG + DUDA representa as boas práticas sociais para o crescimento com sustentabilidade, com foco prioritário no público da diversidade assistiva (DA), em projetos de acessibilidade e inclusão e com propostas do Design Universal (DU), além de tecnologias assistivas focadas na geração de soluções inclusivas.

Algumas das propostas que serão apresentadas

Acessibilidade Digital

“A acessibilidade digital e a comunicação inclusiva são aspectos fundamentais para as empresas que desejam acessibilizar um público diverso e promover a inclusão. É preciso informar e formar pessoas como implementar a acessibilidade digital em seu site e adotar uma comunicação inclusiva e humana impactando positivamente no cotidiano e até se surpreender ao descobrir como isso pode impactar positivamente sua marca”, comenta Soraia Monteiro, diretora comercial da Acessible Kit programa sobre acessibilidade digital. 

O Acessible Kit é uma solução de acessibilidade digital que garante que os sites das empresas sejam acessíveis par todas as pessoas, independentemente de suas condições individuais, desenvolvido pela empresa MarCom Brasil em conformidade com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e atende todas as normas nacionais e internacionais de acessibilidade, incluindo as normas da Lei Brasileira de Inclusão (LBI) e das Leis de Inclusão dos Estados Unidos, Canadá e Europa.

Projeto Educacional FATEC/TQ

A Diretora da FATEC/TQ, Luciana Ferrarezi, está desenvolvendo uma proposta em conjunto com o Instituto Humanus para a implementação de um programa educacional, em sua unidade de Taquaritinga, São Paulo, que visa a expansão para todas as outras Faculdades de Tecnologia; buscando formar profissionais com ampla visão do conceito e que desenvolvam soluções tecnológicas para promover a verdadeira inclusão de pessoas e indivíduos da diversidade assistiva.

A FATEC “Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga” é uma Faculdade Estadual com Ensino Superior gratuito em Produção Industrial, Agronegócio, Sistemas para Internet e Análise e Desenvolvimento de Sistemas. “Iremos implementar os conceitos de Design Universal em nossos cursos para que nossos alunos passem a pensar em todos na hora do desenvolvimento de novos produtos e serviços para a sociedade”, ressalta Luciana.

Autoridades e Sociedade

É necessário que as autoridades e a sociedade reflitam sobre as necessidades e busquem novos conceitos que sejam implementados no currículo escolar tanto na formação básica do aluno, quanto em cursos específicos, como os de tecnologia, a fim de formar gerações de profissionais que absorvam esses conceitos oferecendo soluções práticas e acessíveis para essa gama de pessoas que também necessita acompanhar a evolução rápida que a tecnologia oferece. 

Hoje são mais de 24% de pessoas com deficiência que buscam se sentir inseridas no cotidiano através de graduações ou atualizações curriculares, mobilidade, entre outras necessidades físicas ou tecnológicas. Isso sem contar os demais membros da Diversidade Assistiva que chegam a representar mais de 40% da população brasileira.

Inscrições:

O 1º Fórum ESG + DUDA tem o apoio do Grupo Reação de Comunicação, da Secretaria do Direito da Pessoa com Deficiência que nos cedeu o espaço e da FATEC/TQ Faculdade de Tecnologia de Taquaritinga.

Para se inscrever, basta acessar o site www.momentoinclusão.com.br ou o QR Code no final da matéria. Vocês não podem perder esta grande oportunidade.        

 https://www.institutohumanus.org.br/primeiro-forum-duda/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *